Maria Rita – de aposentada a empresária de sucesso

Após uma entrevista, que foi uma conversa muito gostosa, escrevo hoje sobre a Maria Rita, que conta como começou sua marca Maria Rita Semi Joias. Temos muito a aprender com essa empresária, que após se aposentar, descobriu uma forma de recomeçar sua vida profissional, de forma autônoma, com o que gosta e empregando outras mulheres. Hoje, conta com 30 revendedoras e está abrindo sua loja física em Paulínia, interior de São Paulo.
10359508_1623214131227297_4340407560875044603_nDepois 32 anos de trabalho, Maria Rita se aposentou. Logo depois da aposentadoria, passou um período como se estivesse de férias, mas, após 3 meses, sentiu falta de trabalhar, de se sentir produtiva. Nesse início da vida de aposentada, cuidava de sua mãe, que acabou adoecendo e partindo. Assim, sentiu necessidade de fazer algo para aumentar sua renda.
Como seus 32 anos de vida profissional foram dentro de uma Secretaria, ficou sem saber o que fazer, por onde começar. Buscava algo novo, mas percebeu grande dificuldade de se reinserir no mercado de trabalho. Além disso, teria horário de chegada e de saída e não queria mais isso, já tinha vivido assim por muitos anos.
Para recomeçar, Maria Rita procurou aproveitar sua primeira formação, que é artes plásticas. Buscava algo que a proporcionasse prazer em trabalhar. Começou com bijuterias, mas percebeu que não teria paciência de trabalhar no acabamento da bijuteria. Foi então que decidiu pesquisar sobre as semi joias.
Ao saber que para receber o banho de ouro, existem dois materiais, o paládio e o níquel, decidiu pesquisar qual seria o melhor material para seu trabalho. Descobriu que o níquel não é aceito na Europa e nos EUA, pois não fazem bem para a saúde. Por essa razão, decidiu trabalhar com o paládio. Encontrou um fornecedor de banho e partiu para a busca da peça não acabada para que pudesse dar sua identidade de Maria Rita.
11923243_1678255555723154_8664664820115492732_nEncontrados os materiais e fornecedores, percebeu que seria necessário comprar muita coisa, mas não tinha meios de suprir isso. Nesse momento, Maria Rita pode contar com as amigas que a ajudaram a começar a vender e a recrutar novas revendedoras. Dessa forma começaram as revendedoras da Maria Rita, que hoje já são 30 mulheres vendendo a marca Maria Rita Semi Joais pelo Brasil. As vendas ocorrem principalmente no Estado de São Paulo e Minas Gerais.
Maria Rita aproveitou do momento da aposentadoria para realizar algo que a faz feliz. Assim, passou de aposentada do serviço público para empresária de sucesso. Essa busca por um novo trabalho teve início, pois queria viver mais tranquila, visto que uma aposentadoria não é garantia de que podemos nos manter financeiramente sem nos preocuparmos com cada gasto.
Como empresária, tem sempre a ambição de crescer enquanto ajuda outras pessoas a crescerem também, por isso, procura ampliar cada vez mais, aumentar o número de revendedoras e atuar em mais cidades pelo país.
Para ser revendedora, é preciso ter responsabilidade, pois elas buscam a maleta e têm 40 dias para retornar com as vendas, só então podem pegar mais produtos. Recebem de acordo com o que vendem, em cima da venda, a comissão é de 30%, além disso, existem alguns incentivos a partir de valores mais altos de vendas.
11035620_1618356111713099_3663157308703204575_nA revendedora escolhe seu horário de trabalho, onde vai vender e como vai vender. Ela que escolher se quer trabalhar em sua própria casa, visitando clientes ou de outras formas. Essa é uma ótima opção de trabalho para quem tem filho pequeno em casa ou para quem precisa de horários flexíveis de trabalho. Foi isso o que ocorreu com a Bruna Lemos, cunhada da Maria Rita. Ela mora em Goiás e passava o dia todo dentro de casa cuidando da filha bebê. Quando se tornou revendedora, percebeu grande transformação em sua vida, passou a se sentir mais valorizada, mais vaidosa, a conhecer pessoas novas, sair de casa e se sentir produtiva. Arrumava a casa não mais porque era dona de casa, mas sim porque ali também era seu ambiente de trabalho.
Antes de passar no concurso público, Maria Rita tentou trabalhar com confecção de tricô, mas não se sentiu amparada em outros momentos, se não, teria começado a trabalhar com produção própria antes. No momento em que começou a tentar a vida com a confecção de tricô, passou no concurso público e optou por seguir a carreira pública. Por isso, hoje, aposentada, conseguiu trabalhar com algo que a realiza. Por isso tudo, Maria Rita é um grande exemplo de mulher empresária. Para recomeçar uma nova carreira, não teve medo, claro que ficou preocupada com o tipo de emprego que poderia arrumar após a aposentadoria, mas procurou, pesquisou, estudou, se esforçou e se encontrou.

12208373_1700576963491013_5568716331700827554_nQuer conhecer melhor o trabalho da Maria Rita? Então entre nos links abaixo:

http://www.mariaritasemijoias.com.br

https://www.instagram.com/mariaritasemijoias

https://www.facebook.com/mariarita.semijoias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: