Jady Mendonça: filho precisa de amor e educação

11759534_923530407711990_281479788_nA Jady é a mãe de primeira viagem mais segura que eu já conheci. Consultora imobiliária, mãe da Rebeca, de 5 meses, logo que decidiu que queria ser mãe, já ficou grávida. A gravidez não foi fácil, além dos constantes enjoos, a Jady encontrou um dilema que eu também passei. Aliás, eu e inúmeras mães que já conversei sobre o tema: será que eu amo pouco esse bebê ou as mulheres mentem sobre o amor incondicional na gravidez?

Não é que não amamos o bebê, claro que o desejamos muito e estamos o tempo todo torcendo pelo próximo ultrassom para ouvir que está tudo bem. Mas é esquisito o jeito que sentimos esse amor durante a gravidez. É um amor por algo que ainda não abraçamos, não vimos, é complicado explicar. A Jady disse que sentia algo especial. Disse também que cada movimento do bebê, principalmente o primeiro, é a melhor sensação que temos. Ao ver o desenvolvimento do bebê, a perfeição da formação da pele, unha e de todo o corpo da sua filha, ela percebeu que descobriu mais um amor por Deus do que pela maternidade.

11118246_923530387711992_1584810995_nA Jady teve um parto normal e muito tranquilo. Ela fala que não sabe explicar como ou o que sentiu, mas que o amor que sentiu quando a Rebeca nasceu foi um momento incrível. A bebê nasceu, ficou no colo da mãe, logo mamou e com a mãe permaneceu. O pós parto foi bem tranquilo, em poucos dias já cuidava da casa sozinha.

11212448_923530651045299_167422710_nA família da Jady é do Mato Grosso, então, ao sair da maternidade era somente ela, a filha e o marido (que, pelo pouco que vi durante a entrevista, é um pai coruja e que participa muito da vida da Rebeca). Ao chegar em casa, ela descobriu as primeiras dores no peito. Ela tinha muito leite e não sabia ordenhar. A maternidade não a orientou sobre o banco de leite. Quando procurou sua médica para saber o que fazer com tanto leite e tanta dor, que ela foi orientada sobre o assunto.

11749836_923530571045307_1890592102_nComo mãe, descobriu que cada dia se apaixona mais pela filha. Formada em pedagogia, trabalhou muito tempo em escola de educação infantil e, também, como baby sitter. Talvez por isso, ela é uma mãe tranquila e segura.

Por passar muito tempo sozinha com a Rebeca, a Jady procura não dar muito colo, mas acredita que beijo e abraço entre mãe e filha é essencial e tem que ter o máximo que puder. Nas palavras dela: “a criança precisa se sentir acolhida e amada. Filho precisa de amor e educação, essa educação vem de casa”. Por mais que ela evite acostumar a bebê a ficar o tempo todo no colo, é contra a ideia de que devemos deixar a criança chorar. Sempre que a filha precisa ela dá carinho e atenção.

O mais difícil em ser mãe de primeira viagem (e com a família longe), é o tanto de palpites que as pessoas dão na forma como ela procede com a filha, mas a Jady consegue driblar as intromissões e mostrar que é uma excelente mãe e que sabe o que faz.

11787422_923530457711985_2114445482_nQuando a Rebeca tinha um mês, a Jady precisou mostrar um apartamento para um cliente. Como ela não tem babá, ou família por perto, levou a bebê junto. Logo que a filha tinha dois meses, ela voltou a trabalhar, e, novamente, levou a bebê junto. No primeiro dia se sentiu culpada por ter levado a Rebeca. Depois percebeu que fez o que era melhor para o momento.

A Rebeca é tão calma que Jady já planeja o segundo filho. E ainda acalma as mães que moram longe de suas famílias dizendo que é super tranquilo criar sozinha e sem família por perto. Uma ideia legal que a Jady faz é uma agendinha onde ela faz um diário da Rebeca, anota os passeios, o que eles fizeram em família, como foi o dia e o que os pais fizeram. Ela pretende dar essa agendinha de presente para a Rebeca quando ela crescer.

11793387_923530637711967_2030899334_n

Sobre o trabalho da Jady, ela é consultora imobiliária. Sempre que um cliente precisa de indicação de imobiliárias ou imóveis, ela faz todos os contatos para ele, passa todas as informações necessárias e faz os agendamentos com os corretores. Para quem se interessar, o contato é 19 98172 0169.

2 comentários em “Jady Mendonça: filho precisa de amor e educação

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: