Curriculum de mãe

Esses dias de festa junina a Isabela quis comer um cachorro quente. Depois de ajudá-la a ir tirando o saquinho, comendo e virando para não cair nada, fomos procurar uma sobremesa. Ela escolheu um morango com chocolate no palito. Para ensinar a comer sozinha, fui só dando as coordenadas: “vira para o outro lado para esse não cair. Isso, agora morde naquela ponta…”. Na hora fiz uma piada dizendo que me sentia um flanelinha orientando na manobra do carro. A partir disso surgiram várias outras brincadeiras de profissões que só uma mãe consegue ser. Fiz o texto para descontrair, a foto do post foi feita com base em e-mails que recebo de amigas que são mães (inclusive o erro de português do nome de um dos arquivos é real):

Manobrista de comida: muitos anos de experiência virando a comida, indicando onde deve ser  mordido para haver um equilíbrio e caber na boca. Resolve facilmente o desafio de dar picolé sem cair na roupa. Hábil em dar macarrão utilizando colher sem deixar que o fio seja chupado. Bom equilíbrio na colher e em mandar pra dentro da boca do filho. Isso demonstra ótima percepção do espaço e que sabe sair de situações difíceis.

Fiscal de mesa: sempre sabe onde está cada alimento na mesa. Capacidade de servir várias crianças enquanto se alimenta. Ágil para passar manteiga no pão enquanto coloca leite na caneca e dá bronca nas crianças que estão brigando. Sempre finaliza as refeições com todos satisfeitos. Sinal de grande capacidade em acumular funções e entregar tudo no prazo.

Planejadora de agendas: além de fazer e administrar a própria agenda, consegue fazer agenda dos filhos e ainda conciliá-las. Capacidade de enquanto leva um filho ao dentista, busca o outro filho na aula de violão e, enquanto o primeiro filho é atendido, sai para deixar o outro no inglês, aproveita para passar no mercado, busca o filho no dentista, pega o filho no inglês e vai para casa. Assim que chega em casa, faz o jantar enquanto dá banho nas crianças. Grande senso de organização temporal e logística na escolha dos locais.

Organizadora de eventos: eventos simples do dia-a-dia que sempre saem perfeitos e seguem o cronograma. Arruma os filhos, prepara suas malinhas com roupas, frutas, água (e mais um monte de coisas), se arruma (incluindo o tempo que uma mãe leva para tomar banho, escolher a roupa, arrumar o cabelo e se maquiar – 5 minutos), coloca todos no carro enquanto aparta brigas ou resolve birras. O evento é caótico: é chegar no restaurante, pedir suco de laranja (quando o garçom saiu com o pedido chamá-lo de volta para trocar pelo de melancia), ouvir pacientemente o que cada um quer comer, chamar de novo o garçom porque o filho que não queria beber nada agora quer suco de melancia igual do irmão. Resolver o impasse do prato escolhido. Chamar o garçom para dizer que o canudo não pode ser azul, tem que ser verde. Alimentar todos, parar no meio da refeição para levar um ao banheiro, voltar e terminar de alimentar todos enquanto se alimenta, levar o outro no banheiro, retornar para comer sua comida fria. Muitas vezes sem um pai ao lado. Cerimonial eficaz que consegue o melhor coffe break (incluindo biscoitos, leite e frutas) e cadeiras confortáveis onde todos enxergam o palestrante de forma igual.

Negociadora: facilidade para resolver conflitos entre briga por brinquedos, canal da televisão, horário do computador e divisão de biscoitos. Sempre tem uma carta na manga ou um pacote extra de bolacha de chocolate. Facilidade em ensinar a brincar juntos ou revezar a vez. Boa percepção para prever crises. Diante de impasses consegue fazer as partes chegarem a um acordo. Ouve os dois lados e mostra para cada um o que o outro quer e o que não é legal fazer.

Compradora rápida e econômica: agilidade em cuidar dos filhos no shopping lotado e rapidez para entrar, escolher e comprar em diversas lojas.  Percepção para o tamanho e a cor que irá agradar cada um sem ter consultado antes. Sempre opta pelo mais barato da loja. Consegue otimizar o tempo e escolhe o menor preço dentre várias propostas analisadas.

RH: boa em contratar babá, faxineira e escolher a escola. Além de escolher os melhores profissionais do mercado, fiscaliza e administra tudo isso. Eficiência em RH sabendo exatamente quem serve para qual cargo. Sabe a função de cada empregado e tem total controle sobre o desempenho deles. Boa em perceber o momento de dispensar ou de contratar mais gente.

Motivacional: possui um colo que cura tudo. É um dom nato. Boa em ouvir, sempre sabe o que falar e quando falar. Consegue melhorar qualquer auto estima. Ótima em elevar o astral e fazer qualquer um se sentir importante. Ergue a confiança das pessoas em qualquer ambiente.

Investigadora: ótima para encontrar coisas e arrancar a informação que quiser. Sempre sabe onde estão os objetos perdidos, sempre descobre o que estão escondendo e sempre consegue ouvir uma confissão sobre qualquer ato. Sabe fazer as pessoas entenderem o peso de seus atos.

Isso tudo e mais suas reais profissões. Quando uma mulher quiser voltar para o mercado de trabalho depois de anos parada, analise o curriculum dela com mais cuidado. Ficar em casa não significa ficar a toa. Ninguém no mundo consegue cuidar de tantas funções como uma mãe. Uma empresa que contrata uma mãe está trazendo para si uma profissional experiente em todas as áreas. Além do que falei acima, uma mãe ainda consegue ser babá, empregada doméstica, lavadeira, passadeira, motorista, professora, atriz, cantora e terapeuta. A mãe sabe que sempre pode ser mais alguma coisa ou todas as coisas que quiser.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: