Tainah: mãe passa alegria para seu filho

Hoje conto a história da Tainah Poiani Fontes, professora do terceiro ano do ensino fundamental da rede estadual, que aos 28 anos é mãe do Alexandres, 6 anos e da Luíza, 4 anos. Uma mãe que lutou e passou por cima de tudo (ou todos) que tentou estragar sua família. A coragem da Tainah é resumida nessa resposta que ela me deu quando perguntei se ela mudaria algo:

“Mãe sempre tem uma eterna culpa, mas não mudaria nada. Sempre tento fazer o melhor, ás vezes o caminho que escolhi não está funcionando, mudo de direção e procuro um novo caminho”.

11270154_911862485545449_1293323016_nTainah acorda todos os dias as 6 horas da manhã para dar café da manhã para as crianças e preparar o lanche do Alexandre. Como ele estuda em escola particular, ele leva o próprio lanche. Já a Luíza, que está na creche da prefeitura, recebe o lanche da escola. Enquanto ela prepara a lancheira, seu marido, o Artur, vai ajudando as crianças a colocar uniforme e se arrumarem para a escola. Uma hora depois que os pais acordaram tudo já está pronto para colocar as crianças na perua escolar e correrem para seus trabalhos.

A vida profissional da Tainah é tranquila para conciliar com a maternidade. Ela dá aula no mesmo período em que as crianças estão na escola. Assim, a tarde ela pode cuidar da casa e dos filhos. Para dar conta de tudo isso, a cada 15 dias uma faxineira a ajuda na limpeza da casa, já as roupas ela seca tudo em cabide para só deixar as mais difíceis para a passadeira que ela contratou.

Ela compartilhou comigo uma coisa que muitas mães (inclusive eu) sentem. Antes de engravidar temos muitos amigos, muitas festas e eventos. Depois que nossos horários e rotinas ficam mais limitados para encaixar as festas e bagunças, sobram somente os poucos, mas verdadeiros, amigos.

11665677_911862345545463_1786492241_oO que qualquer um percebe em cinco minutos de conversa é que a Tainah é divertida e muito alegre. Ela diz que se policia para ser assim, pois tem horas que o cansaço é tanto que se sente mal humorada e negativa. Ela se sente sortuda pelo marido que tem pois, juntos formam uma verdadeira equipe na divisão das tarefas da casa e dos filhos.

Concordo com ela, ainda estamos caminhando para uma coletividade em que os homens entendem a importância de seus papéis dentro de casa. Quando vemos que existem maridos que sabem participar, ficamos felizes. Em uma sociedade machista, ver um menino criado por um pai que sabe seu papel, nos mostra que o Alexandre tem um grande exemplo para seguir.

Vida de marido e mulher não é fácil, a Tainah e o Artur souberam se acertar com muito diálogo e amor. Nenhum dos dois filhos foram planejados, o Alexandre nasceu quando a Tainah tinha 22 anos. Foi fruto de uma fase em que os pais só pensavam em festas e bagunça. Com o susto, resolveram que era hora de frear o ritmo que levavam e foram morar juntos. O Alexandre nasceu de parto normal e prematuro, com oito meses. Ficou uma semana internado e uma semana depois que teve alta voltou para a UTI. Foi uma fase difícil, de medo e angustia, mas que depois deu tudo certo.

11541695_911862412212123_396185655_oO casal se separou quando o bebê tinha apenas seis meses, mas um ano depois voltaram a namorar e logo o Artur propôs que se casassem. Assim surgiu a Luíza, outra surpresa que fez a Tainah ficar apavorada achando que não daria conta de outro filho.

Novamente um susto no parto, a Tainah teve bolsa rota e achou que não fosse aguentar esperar o parto normal de tanta dor que sentia. Assim, optou pela cesárea e a Luíza nasceu saudável.

A maternidade transformou a Tainah de dentro pra fora. Hoje ela se vê como uma mulher centrada, madura e tenta ser melhor todos os dias como pessoa, como mãe e como mulher, pois sabe que isso é o melhor para seus filhos. Eu vejo muito mais que isso. Enxerguei nela uma mulher que lutou contra barreiras e preconceitos, que enfrentou muita gente e que mostrou que sempre soube o que queria.

11651249_911862372212127_416098272_nNa primeira gravidez ela ouviu, de pessoas que se intrometeram sem o menor cuidado na vida dela, que filho não segura homem e que ela e o Artur não devia morar juntos. Quando eles se separaram ela ouviu dizerem que já sabiam que isso não ia dar em nada. Por fim, eles se casaram e ela engravidou de novo, e foi obrigada a aguentar julgamentos de que estava repetindo o mesmo erro.

Foram pessoas que falaram tudo isso mas não estavam preocupadas ou aconselhando, estavam ordenando o que ela devia ou não fazer, e, no fundo, desejando que não desse certo. Hoje, quase sete anos depois, os dois estão felizes, com uma família que vive em harmonia e sabem que os erros do passado serviram para que crescessem. Vejo nesse casal ótimos pais e grandes exemplos. Foi a melhor resposta que eles puderam dar para aqueles que torceram contra, eles se tornaram felizes.

Quando pergunto para ela o maior desafio como mãe, acreditando que seria a internação do Alexandre ou o parto da Luiza. Recebo uma resposta bem humorada de que isso deve estar por vir. Ela acredita que em cada fase do filho recebemos um desafio. Ainda confessa que a grande dificuldade está em educar a Luiza que tem uma personalidade forte e extrovertida. Eu arriscaria dizer que a Luíza é exatamente como a mãe.

Tainah deixa um conselho para as mães: “Siga seu coração, sua vontade e o que for melhor para você e sua família. Uma mãe estando bem consegue passar uma alegria maior para o seu filho”.

11693138_911862335545464_953082180_n

 

2 comentários em “Tainah: mãe passa alegria para seu filho

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: