Estudo do meio

Quando somos crianças a coisa mais legal que acontece na escola é o estudo do meio. Lembro que eu ficava tão ansiosa que não dormia na noite anterior ao passeio. Dava aquele friozinho na barriga quando entrava no ônibus. Achava o máximo escolher quem ia ser o parceiro de “busão” e ficava imaginando o que eu ia ver de diferente.

A Isabela é igual. Ela fica ansiosa, não dorme, separa o uniforme no dia anterior, passa batom para ir mais bonita, dentre outros detalhes que ela sente importante fazer. As crianças ficam dias falando sobre quem vai sentar junto no ônibus e criando fantasias absurdas e divertidas de como será o lugar. Para a criança é uma festa.

 

Já para a mãe…

 

Eu não fico tranquila com a minha filha em ônibus que eu não sei quem é o motorista. Fico preocupada com coisas do tipo: e se ela cair e se machucar? E se ela sentir medo? E se ela qualquer coisa ruim sem a mamãe do lado? Eu já fui pior, bem mais neurótica. Mas tento não pensar muito, o dia do passeio é o dia que eu mais me ocupo.

Para não pensar no passeio nesse dia, eu marco o máximo de clientes que posso. Vou ao fórum ver processo e escolho mil atividades que tomem todo o meu tempo. Assim não fico pensando nisso. Quando percebo, é a hora de buscá-la. Sempre que ela volta eu só ouço coisas boas sobre o quanto ela se divertiu e como foi o dia.

A primeira vez que ela foi em um passeio foi no infantil II, ela tinha 5 anos. Eu fiquei bem tensa, mas procurei animá-la ao máximo. A vontade dela em ir logo era tanta que ela mal me deu tchau na escola. Depois disso já foram 5 passeios. O mais recente foi semana passada.

Ela sempre foi super independente e achava o máximo passear sem a mãe junto. Por mais que eu incentive isso, na hora que o ônibus sai eu morro de vontade de entrar no meu carro e ir seguindo eles até o local. Me imagino lá escondidinha só espiando se está tudo bem. Mas lógico que não faço isso.

Esse ano, no dia do passeio ela estava tão ansiosa que na hora de ir ela chorou e disse que não queria mais entrar no ônibus. Ela disse que estava com dor de barriga e que era melhor ficar comigo. Como eu sei que isso era só medo ou ansiedade, eu a abracei e falei que não tinha a opção ficar com a mamãe. A conheço o suficiente para saber que era só uma crise de ansiedade. Falei para ela que todos iam se divertir muito, conhecer coisas novas, brincar e que depois ela só ia ficar ouvindo as histórias pensando que devia ter ido. Eu sabia que se ela fosse não iria se arrepender, mas que se ela ficasse iria se sentir mal por não ter ido. Além do mais, se eu a deixasse ficar, estaria incentivando que ela sentisse medo de sair de perto de mim.

Ela foi para o passeio e eu fingi que estava super animada com isso. A verdade é que eu queria pega-la no colo e não me separar dela nunca mais. Passei algumas horas pensando que eu poderia estar sendo uma péssima mãe e que minha filha poderia estar chorando querendo ir embora. Mas não foi nada disso. Ela se divertiu bastante e voltou para casa muito feliz, contando das brincadeiras no ônibus, das coisas que viram, fizeram e conversaram. Foi a melhor coisa que ela poderia ter feito.

A escola da Isabela tem um aplicativo que os professores se comunicam direto com os pais. Em dia de passeio os professores nos avisam que chegaram no local, durante o passeio mandam mensagem dizendo que tudo está correndo bem e avisam a hora que o ônibus sai de lá para voltar para a escola. Isso nos dá maior segurança. E ainda tive o bônus que a professora me mandou uma mensagem escrita “cadê a tristeza??? Só alegria!!!” e uma foto da Isabela rindo sentada com os amigos.

Por isso, deixo aqui a dica para os pais que não precisamos seguir o ônibus. Podemos ter a certeza que as crianças estão se divertindo muito. Os profissionais que estão com elas são os mesmos que estão todos os dias na escola, se elas são bem cuidadas na escola, serão bem cuidadas no passeio. O estudo do meio é sempre uma lembrança especial na vida deles, é um passeio com os amigos, sem os pais, cheio de novidades. Se você estiver inseguro, pesquise o local e a empresa que a escola contratou para acompanhar as crianças, assim você consegue pensar se deve ou não autorizar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: