Adultos que ensinam a mentir

Depois do texto que escrevi segunSem título2da-feira, recebi algumas mensagens de mães contando histórias de adultos que ensinam seus filhos a mentir. Elas me perguntaram como faço para ensinar a Isabela a me contar a verdade. As mensagens vieram com base na história de que ela me conta quando oferecem doces escondidos.

Uma das histórias que me mandaram (vou contar aqui sem identificar a pessoa) foi muito semelhante a uma situação que passei com a minha filha, então vou usar ela de exemplo e contar como foi que resolvi.

Essa mãe contou que todos os dias ela dá o café da manhã para os seus filhos e os deixa na casa da avó enquanto trabalha. No meio da manhã a empregada da casa prepara um lanche com suco, frutas e bolachas e as crianças comem. Quando está se aproximando do horário do almoço e as crianças sentem fome, a avó lhes dá bolachas e outros doces. Acontece que a mãe não sabia disso. Ela chegava para buscá-los e dar almoço antes de levá-los para a escola, eles não tinham fome e não queriam comer. Um dia, diante das insistências da mãe, um dos filhos contou que tinha comido bolachas, mas que a avó disse que esse era o segredo deles e que a mãe não podia saber.

Com a Isabela foi muito semelhante, a diferença é que ela chegava da escola sem fome. Quando perguntei o que acontecia ela me contou praticamente a mesma história – mas no caso não era a avó. Eu comecei a ir passo a passo na história com ela. Primeiro perguntei se ela achava certo mentir, e falei o quanto é feio enganar alguém e quebrar a confiança. Ainda tive que perguntar para ela o por que de achar que tem que comer bolachas escondidas se eu nunca a proibi de fazer isso, ou seja, é algo que podia fazer na minha frente. Depois mostrei para ela que a única prejudicada na mentira era ela mesma. Além de não se alimentar direito, ainda sentia fome no meio da aula de ginástica a tarde, e o pior era que só ia comer no horário do lanche. Por fim falei para ela que se ela tem que mentir é porque está fazendo algo errado, ninguém sente vergonha do certo a ponto de escondê-lo.

O que não faz sentido é que são sempre situações desnecessárias e criadas pelo próprio adulto. Outro dia a Isabela foi convidada para ir na sorveteria com uma pessoa que confio. Quando voltou ela disse com um ar de culpa que tinha que me contar uma coisa. Eu assustei, achei que tivesse acontecido algo. Ela disse que foi tomar sorvete e que a pessoa disse que eu não podia saber, que era um segredo delas ir comer doces escondidas. Eu falei para ela que a pessoa só tentou ser legal demais e acabou se mostrando uma grande mentirosa. O motivo da saída foi o sorvete, eu já sabia. Ela se sentiu mais aliviada e pediu desculpas, demorou para ela entender que não mentiu para mim.

Eu fico me perguntando, por que será que alguns adultos acham que para ser legais e melhores amigos eles tem que ter segredinhos com a criança. E o pior, segredinhos que ensinam a mentir para os pais. Uma coisa é ter um segredo que a criança te contou por iniciativa, como por exemplo um esconderijo secreto que ela inventou no quintal, agora segredo inventado para mentir, só para dizer que tem um segredo entre vocês, é ensinar a mentira.

Acredito que um dia as pessoas vão entender que por mais que elas não sejam os pais, elas têm responsabilidades com as gerações futuras. Os exemplos dados, as palavras ditas, qualquer coisa que fazemos perto das crianças que convivemos influenciam na vida delas. Um dia avôs, tios, primos mais velhos e todos os adultos próximos vão entender que não ter o compromisso de educar não quer dizer que pode ensinar coisas erradas, como a mentira por exemplo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: