Pequenos detalhes

Essa manhã a Isabela foi no meu quarto porque algo estranho tinha acontecido. Ela teve um pesadelo. Foi estranho, ela não tinha tido mais pesadelos desde que eu inventei um motivo para os sonhos ruins acabarem. Eu coloquei um filtro de sonhos no quarto dela para ela achar que estava protegida. Deu certo, fazia 4 meses que... Continue lendo →

E quando o agressor é da nossa família?

Esse é o terceiro texto daqueles textos que resultaram da minha reflexão sobre o machismo que estupra e mata todo dia. O primeiro falei sobre nossa função como pais de ensinar nossos filhos a respeitarem o outro, o segundo foi sobre ensinar nossos filhos a gritar, pedir ajuda e ajudar. Hoje falo sobre uma coisa... Continue lendo →

Cumprir o que fala

Esse final de semana fomos na festa junina da escola da Isabela, como eu contei ano passado, a festa é grande e quem não conhece a escola se assusta com o tanto de gente e o espaço que tem lá. Ano passado toda hora estávamos ajudando alguma mãe a achar filho perdido no meio da... Continue lendo →

Fim de relacionamento

Esse texto não tem muita relação com filhos ou maternidade em si, mas é para nós mães, entorpecidas pelo romantismo e o sonho da vida de comercial de margarina. Escrevi isso com autorização de uma amiga que precisava dessas palavras. Minhas amigas me chama de coração gelado porque não gosto do falso romantismo (aquele em... Continue lendo →

Autonomia na Lição de Casa

Esses dias a Isabela esqueceu de fazer a lição de casa e ficou com medo de chegar na escola sem lição. A história foi mais ou menos assim, eu mandei ela fazer lição, ela foi. Saímos depois o dia todo para resolver coisas na rua e voltamos no final do dia. Enquanto estávamos na rua... Continue lendo →

Temos que ensinar a gritar

Como eu disse semana passada, escrevi três textos sobre as famílias e suas responsabilidades perante o machismo. Hoje posto o segundo texto para falar sobre o quanto nos silenciamos quando a coisa não é com a gente. Nossas crianças só vão aprender a denunciar o machismo quando souberem que podem gritar. Quando um adulto se... Continue lendo →

Sem passar adiante meus traumas de provas

Quando terminei o colegial, hoje ensino médio, eu tive a certeza de que nunca mais estudaria nada da área de exatas na vida. Lógico que, como quase tudo na vida, quando virei mãe percebi que estava errada e iludida. Na época de escola eu não gostava de estudar, então semana de provas era uma tortura.... Continue lendo →

Ensinar o respeito

Esses dias fomos aterrorizados pela imagem de um estupro coletivo, mas não vou falar do caso em si, só que pensando nisso, como mãe, mulher e ser humano preciso falar de três assuntos que considero muito sérios. Dividi o assunto em três temas que serão postado aqui aos poucos. O primeiro que trato aqui é... Continue lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: