Discurso confuso

Além de mãe, advogada, escritora, e todos os papéis que assumi na vida, eu sou bugrina. Adoro assistir os jogos do Guarani. Esses dias, durante uma partida, me toquei do quanto eu me contradigo. Me toquei a partir do diálogo abaixo.

Mamãe: Que chute besta, como que quer fazer gol?
Isabela: Pelo menos ele tentou, né mamãe?
Mamãe: Tentasse no treino, no jogo é pra acertar.
Isabela: Se eu jogasse no Guarani e errasse, você ia me xingar?
Após longo silêncio.
Mamãe: O importante é tentar, você disse certo.
Isabela: Ai ai, ainda bem que eu te ensino.

Depois dessa conversa caiu minha ficha de que aquele discurso bonito do “importante não é ganhar, é competir”, e de todo o incentivo que dou a ela de que ela tem que pelo menos tentar as coisas, estava indo por água abaixo. A mensagem que eu passei foi a de que não importa o competir e nem o tentar, tem que ganhar e pronto. Lógico que rolou uma conversa sobre isso, mas a mensagem foi passada.

Mas é muito difícil. Ensino a não falar palavrão e xingo no trânsito. Falo para comer pouco doce ou só as vezes, na TPM eu fico louca por açúcar. Mando ela comer salada, frutas e afins e não é sempre que eu como junto. Falo que não pode fazer lição fora da escrivaninha, mas leio e preparo meus textos na cama. Esses são pequenos exemplos de coisas que rolam diferente na teoria e na prática. Eu sou capaz de passar dias citando situações.

Eu presto atenção não só no que falo, mas me atento em aplicar tudo no dia a dia. Acho que ser mãe é sempre achar que podemos fazer mais e melhor, não importa o quanto fazemos, vamos encontrar motivos para acreditar que não estamos sendo boas o bastante. Fora o medo que temos de falhar com os filhos. Agimos como se houvesse uma fórmula inalcançável da boa mãe.

Ser mãe é desafiador, não basta simplesmente fazer discursos bonitos ou dizer o que pode ou não. Temos que vestir a camisa do que acreditamos. Nos pequenos momentos os filhos nos flagram fazendo o contrário do que falamos. Por isso que eu tento me policiar. Tento e falho muito, mas continuo tentando. Como disse a Isabela, o importante é tentar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: